Como consultar o Cadastro Único em 2023

Publicidade

Cadastro Único em 2023 – A maioria das pessoas não conhecem o cadastro único. Ele é o registro pelo qual o governo mantem um banco de dados das famílias que possuem baixa renda no Brasil.

Ademais o cadastro único ou CaDúnico tornou-se muito útil. Pois é o sistema que faz a liberação de qualquer cidadão que pretenda participar de algum programa de distribuição de renda do governo federal.

Publicidade

Não existe obrigatoriedade de inscrição no cadúnico. No entanto as famílias que já estiverem previamente cadastradas terão maior facilidade ao acesso de futuros benefícios liberadosl.

Aconselha-se a realização do cadastro. Tendo em vista que o CaDúnico trata-se de uma porta de entrada para o atendimento de famílias em estado de vulnerabilidade social.

Como identificar a condição de baixa renda

Cadastro Único em 2023
Imagem Canva Pro – Google

Existem regras para que uma pessoa possa se cadastrar no meu cadúnico. Uma dessas regras é a família está enquadrada na condição de baixa renda

Para saber se a família está em condições de baixa renda o primeiro passo é observar os seguintes pontos. A renda bruta familiar não poderá ultrapassar três salários mínimos e a renda per capita não poderá ser maior que meio salário.

Para fazer a verificação da renda per capita basta fazer o seguinte. Soma-se todo o dinheiro que entra como renda bruta e divide-se pelo total de moradores da casa.

Publicidade

O resultado irá determinar se a família se enquadra ou não nas regras do cadastro Único. Como já informado, esse valor não poderá ultrapassar a meio salário mínimo.

Cadastro Único em 2023 – Quem pode participar

Caso a família se enquadre na condição de baixa renda, poderá realizar o cadastro no CADúnico. O CRAS é o órgão que cuida da administração desses serviços em cada município.

Ao se dirigir ao CRAS para a realização do meu cadastro único, o usuário deverá levar um dos seguintes documentos. Lembrando que cada integrante de família está incluído nesse quesito.

Dentre os documentos que poderão servir para o cadastro estão os seguintes: certidão de nascimento, CPF, carteira de identidade, certidão de casamento, carteira e trabalho, carteira de identidade, título eleitora e outros.

Para a realização do cadastro não precisa realizar-se por quem sustenta a casa. O cadastro poderá ser feito por qualquer integrante maior de 16 anos que possua CPF ou título eleitoral.

Publicidade

Mais detalhes sobre o Cadastro Único

Cada membro da família cadastrada no cadúnico irá receber uma numeração de identificação social. A Caixa econômica federal emitira essa numeração. O NIS é pessoal e não poderá de forma alguma ser utilizado por terceiros.

Em seguida, o NIS, número de identificação social será útil em várias ocasiões. Dentre elas pode se citar o pagamento de benefícios aprovados, realizados pela Caixa econômica

A comprovação do registro no cadastro único da família é obrigatória em alguns casos. Um dos casos dessa obrigatoriedade é a possibilidade de entrar em algum programa social do governo

Enfim, qalquer pessoa poderá imprimir o documento de comprovação de cadastro no CAD único. Para isso basta acessar o site “consulta cidadão” inserir o nome, data de nascimento, nome da mãe e estado onde mora.

Atualização no Cadastro Único

Para evitar o bloqueio de algum benefício ou a suspensão é importante tomar alguns cuidados. Um desses cuidados é a atualização do Cadunico sempre que houver alguma mudança com relação à família cadastrada.

Existem casos que podem ser suspensos se o cadastro estiver desatualizado. Por exemplo: O bolsa família poderá ser cortado no caso de desatualização, assim também como o programa minha casa minha vida.

Infelizmente centenas de famílias têm seus cadastros suspensos. isso porque muitas das vezes há uma desatenção quanto a atualização periódica do cadastro.

Por fim alguns detalhes também devem ser observados mesmo que não tenha ocorrido nenhuma mudança no seio da família. É aconselhável o comparecimento ao CRAS a cada dois anos para possíveis atualizações.

Cadastro Único em 2023 e Bolsa Família

A princípio, desde a criação do programa bolsa família já se exigia o cadastro único da família. Com as atualizações e o novo bolsa família ainda há necessidade desse cadastro para ter direito ao benefício.

Ademais, caso a família ainda não esteja no cadastro único e queira participar do bolsa família poderá fazer o seguinte. Dirigir-se ao CRAS e ambos poderão ser realizados no mesmo dia do requerimento.

Para isso é obrigatório, ao se dirigir ao CRAS, levar os seguintes documentos. Carteira de identidade, cpf, carteira de trabalho, título de eleitor, certidão de nascimento ou casamento.

Por fim, depois de aprovado, liberar-se-á o pagamento. O NIS determinará a data em que a família poderá realizar o saque do bolsa família. Aconselha-se consultar cadastro único periodicamente para atualizações.

Publicidade