Saiba como Calcular o Seguro Desemprego

Publicidade

Seguro desemprego, saber calcular esse benefício tem sido uma grande dúvida da maioria dos trabalhadores. Cresce a cada dia o número de pessoas que buscam por essa informação.

Isso por que milhares de pessoas perdem seus empregos involuntariamente. Sendo assim o trabalhador demitido nessas condições tem direto a receber o benefício Seguro Desemprego.

Publicidade

O Seguro desemprego nasceu com um único intuito. Proteção do sustento dos trabalhadores que por eventualidade perderam seus empregos. Isso nos casos de perca involuntária.

De forma alternada ou contínua, do momento do desemprego, pagar-se-á ao trabalhador desempregado de três a cinco parcelas. Isso para garantir assegurar o sustento das famílias.

Quem tem direto ao benefício Seguro Desemprego

como Calcular o Seguro Desemprego
Imagem Canva Pro – Google

O Seguro Desemprego trata-se de um benefício pessoal criado pelo Governo Federal. Por ser pessoal só poderá ser pago diretamente ao beneficiário com algumas exceções.

Sendo assim, terá direito ao benefício os trabalhadores formais, incluindo também domésticos que sejam contratados diante do regime da CLT e que esteja com suas carteiras assinadas no momento da demissão involuntária.

Quando houver oferta de programas de qualificação profissional por parte do empregador. Nesse caso o trabalhador teve o contrato suspenso em decorrência da necessidade de participar do programa.

Publicidade

Outras duas classes são: Pescador artesanal durante o período de defeso e o trabalhador resgatado de condições que se comparem a escravidão também terá direito ao Seguro Desemprego.

Requisitos necessários para o requerimento do benefício

As tabelas dos valores dos benefícios de acordo com as faixas salariais foram atualizadas. O Ministério do Trabalho anualmente realiza essas atualizações para evitar perdas no poder de compra no valor do Seguro Desemprego.

Os requisitos são os seguintes: Primeiro benefício; Ter recebido 12 salários nos últimos dezoitos meses e tenha trabalhado doze meses nos últimos trinta e seis meses.

Para ter direito ao segundo benefício; Ter recebido nove salários nos últimos 12 meses e tenha trabalhado nove meses nos últimos três anos.

Por fim, para ter direito ao terceiro benefício é preciso ter recebido seis salários de forma consecutiva e que tenha trabalhado seis meses nos últimos três anos.

Publicidade

Outros detalhes e documentação necessária

Para ter direito a receber o benefício Seguro Desemprego além dos requisitos citados acima, é preciso seguir alguns critérios. Além da documentação necessária para requerer o benefício.

Os documentos exigidos para que seja possível realizar o requerimento dos benefícios são: Documentação de identificação civil que contenha foto, CPF do requerente, número de identificação social (NIS) ou Programa de Integração Social (PIS)

Ademais, no ato da solicitação e requerimento do benefício, o trabalhador deverá informar o o tipo de conta. Essa servirá para o depósito do benefício para que não haja ônus para o trabalhador ao receber o benefício.

 Caso ocorra algum erro no cadastro, o trabalhador poderá pedir revisão. Revisão do pedido de requerimento do seguro desemprego. Essa revisão é feita através de cadastro no portal do servidor ou carteira de trabalho digital.

Calculo do Seguro Desemprego Passo a Passo.

Valor de seguro desemprego – Como dito antes, muitos trabalhadores têm dúvidas na hora de realizar o cálculo do benefício. Para sanar essa dúvida trouxemos o passo a passo para realizar esse procedimento.

Para calcular seguro desemprego é preciso estar atento a alguns detalhes como: Na faixa até um Mil novecentos e sessenta e oito reais, far-se-á a multiplicação do salário por 0,8%

Na faixa entre os valores R$ 1.968,37 e R$ 3.280,93 aquele que exceder de R$ 1.968,36 far-se-á a multiplicação por 0,5 e somar-se-á com R$ 1.574,69.

Já a faixa que ficar além de R$ 3.280,93 o trabalhador terá direto a um valor fixo de R$ 2.230,97 o qual é o teto do benefício.

Vejamos alguns detalhes sobre o Seguro Desemprego

O Auxílio Seguro Desemprego foi criado no ano de 1986. O maior objetivo para tal benefício era a proteção dos trabalhadores que eventualmente perdem seus empregos sem justa causa.

Para adequação às corriqueiras mudanças econômicas, o benefício tem passado por várias mudanças. Isso ajuda a manter o poder aquisitivo do valor do seguro desemprego mediante a ajustes anuais do salário mínimo.

O financiamento do Seguro Desemprego vem da contribuição das empresas para o (FAT) Fundo de Amparo ao Trabalhador. Esse programa também é responsável por outros programas de proteção do trabalhador.

Antes que você saia, vale ressaltar que para ter direito ao Auxílio Seguro Desemprego necessita-se estar enquadrado nos requisitos mencionados anteriormente. Dessa forma qualquer cidadão terá direito ao benefício.

Publicidade